Essa semana recebi a visita de uma linda borboleta. Ela poderia ter entrado em casa e partido. Só que a bonitinha decidiu ficar passeando pela casa. Posou no cabelo da minha mãe…

Pousou na minha perna e no meu ombro…

Foi uma festa… rs! Eu viro criança com esse tipo de situação. Enquanto ela ficou passeando pela sala, fiquei filmando cada batida de asa.

Amo borboleta! Amo a transição de lagarta para borboleta. Da libertação para voar linda e conquistar o mundo. A representação da borboleta é motivadora.

E como sou uma artista, não basta registrar em imagens, eu precisava criar um texto. E ainda faltava fazer mais arte… rs… fiz uma borboleta de crochê com as cores da que veio me visitar pra guardar esse momento.

“No mundo nada se cria, tudo se copia”, dizia Chacrinha. A nossa realidade pode nos inspirar a criar artes, a criar soluções pra vida, a compartilhar histórias.

É por esses momentos que acredito que não tem como vivermos sem arte.

Estou me considerando uma pessoa sortuda depois dessa visita linda! Que possamos voar alto, longe e com muita alegria… assim seja… por toda a nossa vida!

Beijos de luz,
Michelle Cruz
Se a luz não iluminar o seu caminho que pelo menos, fulmine as ideias ruins.