As vezes,
O presente é uma cópia do passado
Repetição de atos
Repetição de histórias
A sensação de que há algo errado
Ou mal contado

Penso nas Minas do passado
Negras Escravizadas
Vindas da Costa da Mina
Da grande mãe África
Elas foram humilhadas
Usadas e abusadas
E nem assim abaixaram a crista
Donas de inúmeras habilidades
Assim eram as Minas do passado
Fortes e determinadas
E morreram sendo consideradas a minoria
Como se fossem apenas escravas

O mundo gira
Histórias começam e terminam
Mentes racistas ainda estão ativas
Histórias são repetidas

Vejo as Minas do presente
As estilosas do gueto
As Minas modernas
Ainda são despresadas
Consequência do passado
De muitas injustiças
As Minas do passado estão vivas
O espírito de guerreiras
De artistas da vida
Superando a adversidade
Elas trabalham
Elas encaram a vida
Elas são poetisas
Dançarinas
Empresárias
Donas de Casa
Elas estão colocando a nega na linha

O passado é presente pela energia da vida
No mundo ocorre injustiças
Mas, sempre haverão dias de novas conquistas

O lema é não perder a mão
Entre o cai e o levanta
Canta
Luta
Conquista
Essa é a pegada das Minas

Mina escravizada
Mina da Conquista!

Obs.: Sobre a história do Brasil… muitas negras que vieram para Pindorama, foram escravizadas e eram chamadas de Minas, por virem da Costa da Mina. E por serem boas pro trabalho. E por coincidência, as meninas que moram em áreas desfavorecidas, maioria negras, são conhecidas como Minas. Coincidências… resgate da história… justiça sendo feita…