Os europeus que vinham visitar o Brasil ficavam abismados com a habilidade e elegância das negras ao carregar os tachos na cabeça. Como poderiam escravas ter uma postura tão altiva?

E do outro lado, estavam as Princesas que eram criadas rodeadas por livros para adquirirem conhecimento e manter a postura.

Imaginem, se já tivessem entendido que a Diversidade Social é Sinal de Evolução, muitas situações de preconceito não existiriam em nossa sociedade. Se tivessem unido as qualidades das Quitandeiras com a das Princesas, com certeza, as mulheres de hoje seriam mais fortes e inteligentes.

Provavelmente, não estariam criando guerreiras para representar as mulheres se tivessem datado nos livros de histórias do Brasil as mulheres reais. O empoderamento através de imagens fictícias ajuda de forma lúdica a criar novos ideais. Mas, uma guerreira real, uma mulher que lutou para vencer, cria uma base e desenvolve um mundo de oportunidades.

Se as Quitandeiras tivessem sido reconhecidas como As Pioneiras no Empreendedorismo Brasileiro, talvez, não houvesse movimentos feministas na nossa sociedade.

Toda mulher tem direito de escolha, se for pra evoluir que opte por unir.