Estava pensando sobre o ato de errar, de comer erros. Por exemplo, falar o que não deve para alguém que não tem nada a ver com o meu problema. E na sequência, perceber o meu erro, reparar esse erro, pedindo desculpa ou esclarecendo o que realmente eu queria dizer, isso é positivo, certo? É o que eu acredito!

Eu errei e me redimi. Pedi desculpa. Talvez a pessoa ofendida não vá esquecer o que falei, mas vai saber que eu estou consciente de que a agredi verbalmente e não quero causar o mesmo desconforto novamente. Essa é uma forma que vejo que o perdão possa ter sido selado entre os envolvidos.

Isso não significa que a pessoa que me perdoou vá ser a minha melhor amiga. Até porque amizade é empatia, é confiança, é respeito. Uma série de qualidades que no mínimo foram esquecidas quando ocorre um incidente de falar o que não se deve. A relação de duas pessoas que são amigas não se abalam com problemas do entorno. E mesmo que haja uma incompatibilidade de ideias, a conversa sempre é a solução mais indicada. Ou, pelo menos, deveria ser.

E daí, vem a afirmação, errar é humano! E eu erro. E isso quer dizer que eu sou um erro?

Existe uma grande diferença entre errar e insistir no erro. E mesmo assim, ninguém tem direito de chamar o outro de erro. De olhar pra uma pessoa e dizer “Ixiiii, essa pessoa não vai acertar nunca, ela é um erro”. É uma expressão tão forte. Tão triste. Tão desmotivante, condenadora.

Como alguém pode rotular ou tirar as esperanças de outra pessoa?

Eu não tive problema com ninguém recentemente. Graças a Deus! Mas, vendo algumas relações me fez pensar e me colocar no lugar do outro.

Como é horrível, você errar e por um erro ser condenado a vida toda. Isso me parece injusto.

É como se diante do “padrão socialmente correto” quem segue o que é bem visto fosse bom e quem não segue nunca pudesse ser bom.

O “erra é humano”, muitas vezes, tem medidas e pesos diferentes pra algumas pessoas.

Que me sobre empatia para não cometer injustiça.
Com atitude positiva eu possa transmitir alegria.

Esse é o meu sentimento hoje, agora! E que seja sempre!