Do que vale você saber de algo, uma situação, e não saber o que fazer com aquela informação? Esse questionamento me vem quando alguém tem uma informação, mas não sabe o que fazer com ela, e muitas vezes, a replica como se soubesse ou criando novas informações. O que pode causar muitos problemas! É como um telefone sem fio, brincadeira que é divertida durante o recreio do colégio, apenas para as crianças.

É como alguém que sabe a Bíblia de cor e salteado, mas não sabe o contexto da história. Do que adianta ter a informação e não ter conhecimento? Do que adianta dizer que quem não cumpre a Palavra de Deus é pecador, se todos são pecadores diante de Deus. É como ignorar a passagem do apedrejamento da prostituta. Quando Jesus fala para o povo “quem não tem pecado atire a primeira pedra”, ninguém insistiu ou tentou arremessar. É o simples exemplo que a verdade individual não é parâmetro pra julgamento ou sair falando algo que considere certo sem saber a realidade do outro. Uma pessoa que não distingue a diferença entre Informação e Conhecimento demonstra falta de sabedoria. Querer pregar algo que não se conhece por inteiro, por completo, é pecado. A velha mania de querer tirar o cisco do olho do outro se tem uma trave na de quem julga.

E esse tipo de situação acontece diariamente nas nossas vidas. E quando a informação fica desconectada vira fofoca. Afinal,são fragmentos isolados, palpites, “achismos” sobre algo que não se tem entendimento.

Não basta estar INFORMADO tem que ter CONHECIMENTO, entender a conexão. Se não entende é melhor ficar calado. Como diz o ditado “O silêncio vale ouro”. Esse é o motivo de o CONHECIMENTO ser um dom, um dos maiores tesouros que uma pessoa pode ter, ninguém rouba conhecimento do outro, não é?

Beijos de luz,
Michelle Cruz